• 06
    OUT

    SONHAR NUNCA É DEMAIS!


    Sonhar nunca é demais!

     

    Carlinhos tinha um grande sonho... Passar um dia inteirinho visitando as estrelas, poder conhecer cada pedacinho delas!

     

    Quando ele falava desse seu grande sonho aos colegas da escola todos riam e falavam que esse sonho era impossível de se realizar. Carlinhos ficava triste e desanimado.

     

    Mas existia uma pessoa, entre tantas, que acreditava em seu sonho... O seu pai!

     

    O pai de Carlinhos era tão sonhador quanto ele e todas as noites eles saiam de casa para olhar o céu estrelado.

     

    - Sabe papai, a primeira estrela que quero conhecer será aquela...

     

    - Qual filho?

     

    - Aquela bem brilhante!

     

    - Todas brilham tanto...

     

    - Não, não, aquela brilha bem mais e quando realizar meu sonho é naquela que quero chegar primeiro.

     

    - Filho, vou te contar um segredo.

     

    - Conta papai...

     

    - Quando tinha sua idade sonhava em conhecer saturno, aquele planeta cheio de anéis.

     

    - Sei qual é papai. E o senhor conseguiu realizar seu sonho?

     

    - Ainda não, mas irei realizar um dia... Você verá!

     

    - Será que irei realizar algum dia meu sonho?

     

    - Claro que sim... É só nunca deixar de acreditar que um dia ele se realizará!

     

    - Eu acredito tanto...

     

    - E continue acreditando... Sonhar nunca é demais!

     

    Os dois continuaram olhando o céu estrelado e sonhando com a realização deles. Eles acreditam tanto que eu não duvidaria na realização desse sonho e vocês, duvidam?

     

     

    MINÉIA PACHECO

    www.mineiapacheco.com.br

    Nossa missão é transmitir valores através de contos infantis.

     

     







    INSTITUCIONAL

    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.