• 18
    DEZ

      - Olha mamãe, aquela estrela a brilhar no céu, olha como ela brilha diferente das outras. - É verdade filho, que brilho intenso. - Nunca vi uma estrela brilhar assim... - Nem eu filho, que linda! Nando e sua mãe ficaram admirando a linda estrela que brilhava intensamente no céu por muito tempo ainda. Eles queriam muito saber porque aquela estrela brilhava ...

     

    - Olha mamãe, aquela estrela a brilhar no céu, olha como ela brilha diferente das outras.

    - É verdade filho, que brilho intenso.

    - Nunca vi uma estrela brilhar assim...

    - Nem eu filho, que linda!

    Nando e sua mãe ficaram admirando a linda estrela que brilhava intensamente no céu por muito tempo ainda. Eles queriam muito saber porque aquela estrela brilhava de uma forma tão diferente das demais, algo que eles nunca tinham percebido antes.

    Até que depois de um bom tempo a observar, passou uma senhora e falou com eles:

    - Admirados com a estrela?

    - Sim, muito! – Nando respondeu.

    - Ela é a estrela do natal, só aparece uma vez ao ano.

    - Estrela do natal!? – Nando e sua mãe questionaram surpresos.

    - Sim, claro! Toda noite de natal ela aparece lá no céu, para nos avisar que o filho de Deus nasceu no meio de nós.

    - Não, mas isso aconteceu a muito tempo. Não existe mais essa estrela nos dias atuais. – Falou a mãe de Nando.

    - Mas é claro que existe! Todo ano ela está lá, como sempre esteve. Ela vem para nos mostrar que o menino Jesus nasceu no meio de nós e para nunca esquecermos o quanto Ele nos ama!

    - Nossa, não sabia disso! – Falou Nando.

    - Há muito tempo atrás essa mesma estrela guiou os três reis magos para o lugar onde Jesus havia nascido, hoje em dia a estrela do natal vem com o objetivo de nos fazer entender que nunca devemos esquecer de que o renascimento de Jesus acontece todos os anos.

    - Que momento mágico! – Falou a mãe de Nando.

    - É sim, muito mágico! Sintam a magia desta época, apreciem a estrela de natal e nunca esqueçam que ela existe para nos mostrar que todo ano Ele renasce no meio de nós e que a esperança nunca deve deixar de existir em nossos corações.

    - Obrigada senhora por nos ensinar tudo isso e por encher nosso coração de amor e esperança. – Falou Nando.

    - Que a estrela do Natal nunca deixe de brilhar no céu, e principalmente, que ela nunca deixe de brilhar durante todo ano no coração de cada um de nós. Um feliz natal!

    E juntos, os três, se abraçaram, olharam a estrela a brilhar no céu e agradeceram imensamente por ela renovar todo ano a esperança com o renascimento de Jesus!

     

     

    Autora Minéia Pacheco.

     




    Avatar









    16
    JUN

        Lipi era um sapinho de muita sorte, vivia em um belo lago com seus pais, irmãos e amigos. Ele era muito querido por todos!   Mas certo dia Lipi acordou um pouco triste e seu melhor amigo, o sapo José, percebeu sua tristeza e perguntou:   - Lipi, por que estás tão triste hoje?   - Sabe sapo José, tenho tudo que toda sapinho sonha em te ...

     
     
    Lipi era um sapinho de muita sorte, vivia em um belo lago com seus pais, irmãos e amigos. Ele era muito querido por todos!
     
    Mas certo dia Lipi acordou um pouco triste e seu melhor amigo, o sapo José, percebeu sua tristeza e perguntou:
     
    - Lipi, por que estás tão triste hoje?
     
    - Sabe sapo José, tenho tudo que toda sapinho sonha em ter, mas hoje isso não mais me alegra, quero conhecer outros lugares, outros sapos, as coisas aqui já não me fazem mais feliz!
     
    - Mas Lipi, você vive em um lago que é o mais lindo de toda região com águas cristalinas, sem poluição. Você tem uma família linda que faz tudo por você, e amigos que te amam de verdade, o que mais pode te faltar?
     
    - Não sei, mas algo me falta e eu vou procurar! Não conte a ninguém, mas hoje quando a noite chegar e todos forem dormir eu irei fugir e descobrir onde está a verdadeira felicidade.
     
    - Não faça isso, você vai se arrepender!
     
    - Não vou não...
     
    E assim fez o sapinho Lipi, quando todos estavam dormindo, ele saiu de fininho e foi a procura da felicidade... Andou várias horas, já cansado resolveu parar, encontrou um pequeno lago e resolveu lá descansar, sentiu um cheirinho ruim, mas estava tão cansado que nem ligou.
     
    O dia amanheceu e Lipi acordou, percebeu que o lago em que adormeceu estava cheio de lixo e por isso o mal cheiro, era um lago poluído.
     
    Mas não se preocupou, andou durante todo o dia e quando já estava anoitecendo encontrou outro lago e nele percebeu que tinham alguns sapinhos, tentou conversar com eles, mas não quiseram saber de nenhum sapo novo no lago deles e o mandaram sair ligeiro de lá.
     
    Lipi pensou em seus amigos, o quanto eles elas solidários com sapos novos que chegavam no lago, esses que ele havia encontrado eram muito mal educados.
     
    Andou um bom tempo, já estava muito escuro e encontrou outro lago,  a água desse também tinha um cheiro ruim e pensou:
     
    - Nossa, não encontro lago com águas tão limpas como o da minha casa.
     
    Acordou cedo e continuou caminhando, já estava cansado, se sentindo só, encontrou outros sapos, mas nenhum quis fazer amizade com ele, encontrou outros lagos e nenhum chegava nem perto do que ele tinha deixado para trás e quando já havia se passado quase um mês que havia fugido de casa, parou e pensou:
     
    - Fugi de casa para encontrar a felicidade, para encontrar coisas melhores do que eu tinha, mas não consegui. Nada se compara as coisas que deixei para trás, só agora percebo que minha verdadeira felicidade está lá, ao lado da minha família, dos meus irmãos, dos meus amigos e do meu lago limpinho. Vou voltar agora mesmo para meu lar.
     
    Lipi saiu pulando de alegria, enfim descobriu onde se encontrava sua verdadeira felicidade.
     
    Já havia passado quase dois meses desde que Lipi tinha fugido e quando ele chegou todos receberam ele com muitos abraços, beijos e alegria.
     
    - Aprendi uma grande lição durante este tempo que estive fora de casa,  muitas vezes só passamos a dar valor quando perdendo algo, tive que passar dois meses fora, sofrendo, sendo ignorado para descobrir que minha verdadeira felicidade está aqui, com vocês! Nunca mais quero fugir, nunca mais sairei daqui!
     
    E seus pais, irmãos e amigos lhe deram um forte abraço e todos juntos pularam do lago, aquele seria um dia de muita diversão e não teria hora para terminar, pois Lipi havia voltado para nunca mais fugir!
     
     

    Autora Minéia Pacheco



    Avatar









    30
    DEZ

              Os animais andavam agitados, pela primeira vez em toda a história da floresta eles iriam fazer uma festa de fim de ano. Mais como essa festa ficaria na história da floresta, eles decidiram que não poderia ser uma festa qualquer, deveria ser um festão!   - Já que sou o rei da floresta, irei distribuir a funç&at ...

          Fonte da imagem AQUI!
     
     

    Os animais andavam agitados, pela primeira vez em toda a história da floresta eles iriam fazer uma festa de fim de ano. Mais como essa festa ficaria na história da floresta, eles decidiram que não poderia ser uma festa qualquer, deveria ser um festão!

     

    - Já que sou o rei da floresta, irei distribuir a função de cada um para nossa festa de fim de ano. - Falou o leão.

     

    O macaco quis logo questionar e tomar o lugar do rei das selvas, mas o leão deu um forte rugido e, com medo, o macaco pulou para longe e não falou mais nada.

     

    - Nossa festa tem que ser linda, pois iremos comemorar o fim de um ano e o começo de outro. Tudo tem que ser perfeito. Então o senhor elefante irá cuidar da nossa alimentação, como você é grande irá trazer todos os alimentos e muita água para todos os animais.

     

    - Mas rei leão... – Quis questionar o elefante, mas o leão deu um forte rugido que o elefante estremeceu.

     

    - Tudo bem, tudo bem. – O elefante saiu falando morrendo de medo.

     

    E o leão continuou:

     

    - A dona girafa irá ornamentar toda a floresta na parte superior e a dona cobra ornamentará a parte inferior da floresta, certo assim?

     

    - Claro que sim! – Falaram as duas de uma só vez.

     

    - O macaco como é bom em pular de galho em galho, irá convidar todos os animais e o gorila irá com você para ajudar e convidar, mais rápido, todos os animais da floresta. Vocês ficarão com essa função.

     

    - Mas não sei se quero essa função. – Falou o gorila.

     

    E depois de um forte rugido que estremeceu toda floresta o leão falou:

     

    - Você quer sim!!

     

    - Tudo bem, só estava brincando. – Falou o Gorila. Vamos macaco, vamos rápido!

     

    - Eu, o leopardo e o tigre, iremos limpar toda essa parte da floresta, pois será aqui nossa festa. Agora vamos todos trabalhar! – E rugiu forte.

     

    - Nossa! Esse leão está se achando, ele pensa que pode falar assim com a gente, tenho até medo de ir para essa festa. – Falou o elefante.

     

    A girafa e a cobra também conversaram quando saíram de perto do leão.

     

    - Nossa dona cobra que rei mandão, não custava nada ele perguntar nossa opinião.

     

    - Também acho dona girafa, estou até sem vontade de ir para essa festa. – Falou a cobra.

     

    - Eu também! – Falou a girafa.

     

    O gorila e o macaco também questionaram:

     

    - Macaco, que leão mais chato. Ele pensa que manda em tudo e em todos? – Falou o gorila.

     

    - Também acho gorila, desse jeito não tenho nem vontade de ir a essa festa. – Falou o macaco.

     

    - Nem eu! – Falou o gorila.

     

    Enquanto isso...

     

    - Pronto, terminamos nossa função aqui. – Falou o leão.

     

    - Leão, você não acha que foi muito mandão? – Perguntou o tigre.

     

    - Pois é leão... – Falou o leopardo.

     

    -Mandão! Eu? Claro que não! Sou apenas o rei da floresta e tenho que fazer minha função de mandar nos demais animais.

     

    - Mas não custava nada você ouvir a opinião de cada um. – Falou o leopardo.

     

    - Pois é, saber o que cada um mais gostava de fazer. – Falou o tigre.

     

    - Deixe de bobagem, se fosse perguntar o que cada um queria fazer, iríamos passar o dia todo aqui e a nossa festa de fim de ano será logo mais, não tinha tempo para isso.

     

    E a hora da festa chegou...

     

    - Não é estranho não ter chegado nenhum animal para nossa festa? – Perguntou o Leopardo.

     

    - Pois é, já está na hora da festa e ninguém chega. – Falou o tigre.

     

    - Calma amigos, logo eles chegarão. – Falou o leão.

     

    E o tempo passou, passou e nenhum animal chegou...

     

    - Alguma coisa aconteceu. – Falou o tigre.

     

    - Acho que a culpa foi do macaco e do gorila que não passaram o local da festa corretamente. – Falou o leão, muito zangado. Vamos atrás deles!

     

    - Vamos!! – Falaram o tigre e o leopardo de uma só vez.

     

    Eles correram, correram, mas não acharam nenhum animal na floresta, nem mesmo uma pequena formiga, todos haviam sumido. Ficaram um pouco em silêncio e ouviram de longe o som de uma música.

     

    - Vamos seguir esse som. – Falou o leão.

     

    Eles correram tanto, tanto, tanto... Enfim, acharam de onde vinha o som, todos os animais estavam lá e o leão logo gritou.

     

    - O que está acontecendo aqui? – Ele perguntou com um forte rugido.

     

    Os animais estremeceram, quiseram fugir e tiveram muito medo do leão que estava muito zangado.

     

    O macaco como era o mais corajoso de todos, logo falou:

     

    - A festa de fim de ano é um momento especial e devemos estar com pessoas que gostamos, que nos fazem bem, para comemorar com muita alegria o novo ano que estar por vim. Todos nós temos muito medo de você e não gostamos nada, nada, de como nos tratou; e por isso, resolvemos fazer nossa própria festa longe de animais chatos como você.

     

    O leão se sentiu triste, se sentiu excluído, não questionou nada do que o macaco havia falado e deu a meia volta para sair daquela festa onde ele não era bem-vindo.

     

    - Calma amigos, não apenas na festa de fim de ano, mas durante todo o ano devemos também praticar o perdão, tenho certeza de que o leão está arrependido de tudo que fez, não é leão? – Falou o tigre.

     

    - Não pensava que tinha magoado tanto vocês, apenas tentei fazer o que todo rei deve fazer, MANDAR! Mas acho que agi mal e magoei todos. Vocês me perdoam?

     

    Os animais se entreolharam, será que o leão estava falando de coração?

     

    - Vamos lá pessoal, é nossa primeira festa de fim de ano, vamos torná-la especial, vamos perdoar o leão e participar todos juntos desta festa maravilhosa. – Falou o leopardo.

     

    -Nós te perdoamos leão, vem que a festa é nossa!! – Falaram todos os animais de uma só vez.

     

    E o leão entrou na festa, entrou feliz, entrou leve, entrou um novo leão, menos mandão e mais amigos de todos animais.

     

    - 5,4,3,2,1............... Feliz Ano Novo!!! – Gritaram os animais a floresta.

     

    E aquela festa, com certeza, foi inesquecível para todos os animais da floresta, pois foi a partir dela que o animal mais poderoso da floresta reconheceu que não importa a posição que ocupamos, devemos sempre ouvir o próximo, parar para escutar o que o outro tem a nos dizer, pois só assim podemos fazer amigos de verdade!

     

     

    MINÉIA PACHECO

    www.mineiapacheco.com.br

    Nossa missão é transmitir valores através de contos infantis.

     




    Avatar












  • 31
    OUT

    A porção mágica da Bruxinha Adélia! Ao perceber a chegada do dia das bruxas, 31 de outubro, a bruxinha Adélia decidiu promover uma grande festa em seu castelo. Iria chamar todas as bruxas da região. - Será uma festa para ficar na história! - Ela pensava. Pensou no que servir as convidadas e fez um enorme cardápio com tudo o que ...



    (Fonte da imagem: Google!)



    A porção mágica da Bruxinha Adélia!


    Ao perceber a chegada do dia das bruxas, 31 de outubro, a bruxinha Adélia decidiu promover uma grande festa em seu castelo. Iria chamar todas as bruxas da região.

    - Será uma festa para ficar na história! - Ela pensava.

    Pensou no que servir as convidadas e fez um enorme cardápio com tudo o que havia de mais gostoso no mundo das bruxas.

    - Irei fazer eu mesma, não quero contratar ninguém para me ajudar, darei conta de tudo!

    Adélia preparou os convites e ela mesma saiu entregando para suas convidadas, com a ajuda de sua vassoura mágica. As demais bruxinhas ao receberem o convite, ficaram muito animadas, nunca naquela região havia tido uma festa para comemorar o dia das bruxas.

    - Vai ser boa demais essa festa! - Pensavam.

    E a festa foi chamando a atenção não só dos moradores locais, mas também das regiões vizinhas, todos super animados e querendo também participar dessa incrível festa!

    Diante da tamanha repercussão, Adélia decidiu abrir a festa para qualquer bruxinha do mundo!... Isso mesmo, DO MUNDO!

    Será que seu castelo caberia tantos convidados?

    Será que ela daria conta de fazer sozinha a comida para tantas bruxas?

    Sabendo da quantidade de gente que iria a sua festa, Adélia resolveu começar uma semana antes a preparar as comidas para o grande dia, os dias foram passando e ela passava horas e mais horas na cozinha, não tinha tempo nem para dormir!

    - Não quero ninguém me ajudando, darei conta de tudo sozinha! - Era o que sempre falava.

    Então o grande dia chegou e Adélia achava que a quantidade de comida que havia feito daria para todos comerem. Será?

    Foi arrumar a casa, enfeitá-la com muitas fitas, bolas e cartazes desejando os parabéns à s bruxinhas pelo dia delas.

    Aos poucos foram chegando à s convidadas, vindas de todos os lugares do mundo, conversando muito e comendo as deliciosas comidas feitas com tanto carinho pela Adélia, mas as convidadas não paravam de chegar, e não paravam de comer, o castelo estava lotado e não cabia mais nem uma formiguinha, algumas Bruxinhas que foram chegando ficaram do lado de fora, sem poder entrar. E a comida já estava no fim.

    Adélia estava muito nervosa e triste, sua festa seria um grande desastre!

    O que fazer?

    Teve uma ideia e correu para a cozinha, pegou seu enorme caldeirão e fez uma porção mágica, juntou os mais diversos tipos de ingredientes e fez um enorme caldeirão de refresco e distribuiu para todos os convidados. Quando teve certeza de que todos estavam com o copo na mão prontos para beber, ela falou:

    - Vamos brindar essa bela e inesquecível festa!

    E todos levantaram os copos falando:

    - Tchim-Tchim!

    Ao brindarem e beberem, como uma mágica, todos haviam sumido da festa!

    Onde foram parar?

    E satisfeita com tudo que acabava de acontecer, Adélia sentou do sofá aliviada e falou:

    - Ainda bem que todos voltaram para suas casas, e com minha porção mágica nenhum irá lembrar mais dessa festa. Ainda bem que tive essa brilhante ideia, pois amanhã seria motivo de risos entre todas as bruxas do mundo se essa festa tivesse ido até o fim! Como pude inventar uma festa sem ter condições de suportar? Como pude querer fazer tudo sozinha, todos precisam de ajuda, até as bruxinhas!

    E a bruxinha Adélia ficou a pensar que no próximo ano fará novamente uma festa, mas chamará apenas as amigas mais próximas e claro, irá dividir as tarefas, pois nunca mais irá inventar de fazer tudo sozinha e ali mesmo no sofá, adormeceu, perdida em seus pensamentos. Estava muito cansada, havia trabalhado muito nos últimos dias e merecia um bom descanso!


    POR MINÉIA PACHECO!


     

     

    UM POUCO MAIS SOBRE MEU LIVRO...


    Nossa biblioteca está mais colorida... Foi esse o título do post do blog MIL FACES DA JULIANA que chamou minha atenção... Quando entrei para conferir a postagem, tive mais uma bela surpresa essa semana, a postagem era sobre meu livro HISTÓRIAS PARA CRIANÇA LER, OUVIR E SONHAR. Fiquei muitíssimo feliz e bastante emocionada... Vejam que linda descrição, é só clicar AQUI!

    Ju... Obrigada por tanto carinho e pelas belas palavras, fiquei muito feliz em saber o quanto você e Lucas gostaram do meu livro. Beijão!

     

     




    Avatar





    • muito legal muito interessante tenho um filho de 5 anos hoje descobri quanto faz bem conta historinhas para criança muito obrigado por vc existe abraço de daniel meu filho

      RESPOSTA





    • Mineia,que divertida a historinha da bruxinha Adelia!Adorei e,como sempre,há uma linda lição de vida!bjs,

      RESPOSTA





    • Oi, querida! Amo o mundo infantil!!! Bom demais vir aqui. Uma boa semana.

      RESPOSTA





    • A polícia federal tem um site onde denúncias de crime de internet pode ser investigada o link é este aqui:

      http://www.serasaexperian.com.br/guiainternet/51.htm

      Sentiu-se lesada por esta história toda De Anne e Edu,entre e denuncie,vamos deixar nas mãos da justiça e esperar que esta história toda seja esclarecida.

      RESPOSTA





    • Fazer tudo sozinho não dá mesmo rs..
      Beijos na alma, querida!

      RESPOSTA





    • Fazer tudo esgota!!! rs

      É sempre tão bom passar nesse teu blog incrivelmente lúdico e lindo!
      Beijo

      RESPOSTA





    • Oi Minéia,
      Tudo bem? A Meri é mesmo uma pessoa abençoada, não é? Gosto muito dela pelo exemplo de determinação que ela me dá.

      Bom, desta história da bruxinha posso tirar que às vezes eu também sou assim. Quero fazer tudo, acho difícil de dividir responsabilidade... mas isso não é bom. A gente não dá conta de resolver todos os problemas do mundo...
      Abraços!!

      RESPOSTA





    • Coitada da bruxinha ficou tri cansada...Linda! beijos,tudo de bom,chica

      RESPOSTA
















    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.