• 17
    MAI

    A CEREJA DA DONA ABELHA!



     
    A Cereja da Dona Abelha!

     

    Dona Abelha era muito diferente das suas amigas, não gostava de mel, e sim de cereja! Ela não podia ver uma cereja em caldas que voava o mais rápido que podia e comia com muita satisfação.

     

    As demais abelhas não aceitavam que Dona Abelha fosse diferente delas e tentavam a todo o momento mudar o gosto dela, mas não conseguiam.

     

    - Gosto de cereja, e vocês tem que aceitar isso! – Ela falava.

     

    Insatisfeitas, as demais abelhas armaram um plano, iriam sumir com todas as cerejas das redondezas, assim, pensaram, ela não teria outra escolha a não ser comer mel.

     

    E assim fizeram, quando Dona Abelha foi atrás da sua cereja de todas as manhãs, não encontrou nada!

     

    - Onde foram parar? – Pensou.

     

    O dia passou, ela foi dormir e pensou:

     

    - Espero que amanhã encontre uma deliciosa cereja para comer.

     

    No outro dia acordou mais cedo, procurou, procurou, e nada!

     

    E o tempo foi passando, e ela sem comer nada, já estava ficando fraca...

     

    No dia seguinte nada da dona Abelha sair a procura de cereja.

     

    - O que houve que Dona Abelha, não saiu hoje? – Falaram as demais abelhas. Preocupadas, elas foram atrás dela e a viram deitada em sua cama sem forças para voar...

     

    - O que houve Dona Abelha? – Perguntaram.

     

    - Há dias não como cereja alguma, estou muito fraca, sem forças para voar.

     

    - Trouxemos mel, beba um pouco.

     

    - Não! Vocês sabem muito bem que não gosto de mel, gosto de cereja. Será que vocês não podem respeitar e aceitar que sou diferente de vocês... Ser diferente é normal!

     

    As demais abelhas saíram de lá muito preocupadas e falaram:

     

    - Dona Abelha está certa, devemos aceitar que ela não é igual a nós e respeitar suas vontades, vamos agora mesmo levar suas cerejas para que ela fique forte novamente, não queremos vê-la doente.

     

    E assim as amigas da Dona Abelha fizeram, foram e lhe deram todas as cerejas que há dias estavam escondendo. E a partir daquele dia todos passaram a aceitar a Dona Abelha como ela era... Diferente e especial como todas as outras!

     

     

    MINÉIA PACHECO

    www.mineiapacheco.com.br

    Nossa missão é transmitir valores através de contos infantis.

     
     
     






    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.