• 29
    MAR

      - Nossa, nem acredito que a Páscoa enfim está chegando! - Falou Carlinhos.   - Também estou louquinho que chegue logo! - Falou Débora.   Eram cinco amigos que moravam na mesma rua, todos os dias se encontravam na praça próxima a casa deles para brincar, conversar e se divertir muito juntos. Tinham a mesma idade, mas não o mesmo pens ...



     
    - Nossa, nem acredito que a Páscoa enfim está chegando! - Falou Carlinhos.
     
    - Também estou louquinho que chegue logo! - Falou Débora.
     
    Eram cinco amigos que moravam na mesma rua, todos os dias se encontravam na praça próxima a casa deles para brincar, conversar e se divertir muito juntos. Tinham a mesma idade, mas não o mesmo pensamento. Dentre todos Aninha se destacava, pois ela sempre pensava diferente dos outros, não concordava com muitas coisas que ouvia seus amigos falar. E ao ouvir Carlinhos e Débora falando sobre a chegada da Páscoa ela perguntou:
     
    - Por que vocês estão tão animados com a chegada da Páscoa?
     
    - Lá vem você novamente Aninha! - Falou Joaquim.
     
    - Só fiz uma pergunta! - Ela falou.
     
    - É claro que estamos felizes por conta dos deliciosos ovos de Páscoa que já ganhamos e que iremos ganhar ainda. - Falou Ricardo.
     
    - Ganhei um enorme este ano dos meus pais... Humm, não vejo a hora de abri-lo. - Falou Débora.
     
    - Este ano ganhei ovos da Páscoa de vários tios, dos meus avós, nem tenho onde colocar mais ovos, a casa está lotada! - Falou Carlinhos.
     
    - Imaginei que vocês estavam animados com a Páscoa só por conta dos ovos de chocolate. Quanto consumismo em uma data dedicada para rezarmos e pensarmos em nossos defeitos, nossas falhas e tentar sermos melhores e ajudar nosso próximo, pois é isso que agrada a Deus. Não essa ganância por ovos de chocolate!
     
    - Por acaso você não ganhou nenhum ovinho de Páscoa Aninha? - Perguntou Débora.
     
    - Ganhei sim!
     
    - Ahhh, e está nos criticando por quê? - Perguntou Ricardo.
     
    - Ganhei ovos da Páscoa sim, mas não é sobre isso que quero falar. Não há problemas em ganhar ovos da páscoa ou comê-los. Mas infelizmente muitas crianças, como vocês, ficam felizes com a chegada da Páscoa só para ganhar e comer ovos de chocolate.  A Páscoa é muito mais que isso, ela nos faz relembrar a morte e ressurreição de Jesus Cristo.
     
    - Mas nós sabemos disso! - Falou Joaquim.
     
    - Sabem? Mas agem como se não soubessem!
     
    - O que devemos fazer então? - Perguntou Débora.
     
    - Devemos falar menos de chocolates e mais de Jesus. Devemos pensar menos em nós e mais no próximo. Ganhei muito ovos de Páscoa esse ano assim como vocês, mas escolhi um para mim e darei os outros para quem não ganhará nenhum. Aqui mesmo nesta praça sei de várias crianças que nem sonham em ganhar algum ovo da páscoa.
     
    - Realmente, você está certa e irei fazer isso também! - Falou Joaquim.
     
    - Eu também farei, perto da minha casa tem uma senhora que mora sozinha há um bom tempo, irei lá presenteá-la com um dos ovos de chocolate que ganhei, acredito que ela ficará feliz. - Falou Carlinhos.
     
    - Quando vou à missa com meus pais sempre encontro um garotinho lá, ele é de uma família muito humilde, darei um ovo de chocolate para ele, com certeza a sua Páscoa será mais feliz e doce. - Falou Ricardo.
     
    - Obrigada por abrir nossos olhos, nossos corações e nos fazer perceber que a Páscoa não é só chocolates, é se redescobrir e fazer o bem para nosso próximo. - Falou Débora.
     
    - Fico feliz em ver que tenham aprendido meus amigos, e que essas nossas atitudes não sejam apenas em datas comemorativas, que elas durem para sempre, porque fazer o bem para o nosso próximo, para aqueles que realmente precisam de nós é a forma mais fácil de sermos felizes também.
     
    E aquela turminha aprendeu que a Páscoa, muito antes de ovos de chocolates é a passagem da morte e ressurreição de Jesus Cristo, e que Ele passou por tudo isso para nosso bem, pensando em nós! E nada mais justo do que fazer a mesma coisa pelo próximo, amando-o como Jesus nos amou e ama muito!
     
     
    Uma maravilhosa e abençoada Páscoa para você!
     
     
    Autora Minéia Pacheco



    Avatar









    29
    MAI

            Numa linda escola, em um lugar muito distante estudava Victor, um menino que não gostava de livros, isso mesmo, ele não gostava de ler histórias, ouvi-las e nem de ver as lindas ilustrações que eles tinham. Não vivia as incríveis aventuras que existiam nos livros. Todos seus amigos acham estranho e se perguntavam:   ...


     
     
     
     
    Numa linda escola, em um lugar muito distante estudava Victor, um menino que não gostava de livros, isso mesmo, ele não gostava de ler histórias, ouvi-las e nem de ver as lindas ilustrações que eles tinham. Não vivia as incríveis aventuras que existiam nos livros. Todos seus amigos acham estranho e se perguntavam:
     
    - Como é possível uma criança não gostar de livros?
     
    Todo dia na escola tinha a hora da leitura, enquanto seus amigos esperavam ansiosamente esse momento chegar, ele pedia para sair da sala, não queria ouvir nada. A professora respeita e não o obrigava a ficar.
     
    Porém, certo dia, ela resolveu ter uma conversa muito séria com Victor:
     
    - Victor, queria te fazer uma perguntinha.
     
    - Pode fazer professora.
     
    - Seus pais costumam ler livros em casa?
     
    - Não professora, eles não gostam de livros e sempre me falam que ler é uma grande chatice.
     
    A professora ficou horrorizada com a resposta de Victor. Havia descoberto o porquê da falta de interesse dele pelos livros, pois os filhos seguem o exemplo dos pais, e os pais de Victor eram um péssimo exemplo para ele.   
     
    Então ela teve uma brilhante ideia!
     
    - Victor, você alguma vez já abriu algum livro?
     
    - Não professora.
     
    - Então o que você acha de todos os dias nos encontrarmos aqui na sala dos professores para conhecermos melhor os livros, poderíamos ler alguns?
     
    - Não acho uma boa ideia.
     
    - Você só pode falar se gosta ou não de algo se conhecer, então, o que acha?
     
    - Não custa nada tentar! Quando começaremos?
     
    - Hoje mesmo...
     
    Então a professora correu para sua sala e pegou um de seus livros infantis, escolheu um que sempre fazia muito sucesso com as crianças, e começou a apresentar as ilustrações a Victor e leu um pedacinho da história, enquanto lia, percebeu o encantamento dele. Quando ela parou de ler, ele falou:
     
    - Nossa professora o que foi isso que vivi agora?
     
    - Você viveu uma incrível aventura ao ouvir essa história, e é isso que as histórias nos fazem viver, aventuras imaginárias incríveis!
     
    - Nossa professora, se todas as vezes que for ler sentir o que senti agora... Posso afirmar que AMO LIVROS!
     
    A professora não cabia em si de tanta felicidade, sua grande ideia havia dado certo.
     
    O tempo passou e Victor se tornou um de seus melhores leitores em sala de aula, toda semana pegava um livro novo na biblioteca da escola e essa sua paixão pela leitura contagiou até seus pais, que passaram a ler livros e mudaram de ideia não achando a leitura uma chatice e sim uma porta para grandes descobertas!
     
    E a vida de Victor passou de preto e branco para colorida, pois a leitura nos dá cor e alegria!
     
     
     
     
    Autora Minéia Pacheco

     




    Avatar









    17
    ABR

      Yago chegou entusiasmado em casa depois da escola, correu para seu quarto e ficou horas observando sua estante de livros. Sua professora da escola pediu para que cada aluno trouxesse, no dia seguinte, o seu livro preferido para falar sobre ele aos colegas da sala.   Ele Olhou, olhou...   “Qual deles escolho?” – Pensou.   “Escolhe-me Yago, pois sou seu ...


     

    Yago chegou entusiasmado em casa depois da escola, correu para seu quarto e ficou horas observando sua estante de livros. Sua professora da escola pediu para que cada aluno trouxesse, no dia seguinte, o seu livro preferido para falar sobre ele aos colegas da sala.
     

    Ele Olhou, olhou...

     

    “Qual deles escolho?” – Pensou.

     

    “Escolhe-me Yago, pois sou seu livro preferido, você sempre me pega para ler.” – Falou um dos livros.

     

    Ele ficou surpreso... “Quem está falando?” – Perguntou.

     

    “Sou eu, teu livro preferido de aventuras!”

     

    “Nossa, não sabia que livros falavam!”

     

    “Claro que falamos, sempre e a todo o momento, ou você nunca nos leu?”

     

    “Leio vocês sempre, pois amo ler!”

     

    “Ao nos ler, estamos falando com você através da história!”

     

    “Que legal... Nunca pensei nisso antes.”

     

    “E então, vai me levar para sua escola amanhã?”

     

    “Ainda não sei, gosto muito de te ler, isso é verdade, mas tenho tantos outros livros legais. E se eles ficarem com raiva, não quero magoar quem me faz tão bem.”

     

    “Você não nos magoará Yago, você nos faz feliz, sabemos o quanto somos queridos por você e o quanto essa escolha está sendo difícil.” – Falaram os demais livros.

     

    “Vocês são demais, é por isso que não largo meus queridos livros. Então... Vou te levar meu livro de aventuras, e juntos, contaremos nossas aventuras aos meus colegas da escola.”

     

    E no dia seguinte Yago saiu de casa para ir a escola com seu querido livro de aventuras para apresentar aos amigos. O livro também estava radiante de felicidade, pois iria conhecer crianças novas. Será que gostariam dele tanto quanto Yago gostava? Ele esperava que sim!
     

    Autora Minéia Pacheco
     

     



    Avatar












  • 12
    ABR

      Na tribo sempre era chamado para resolver os problemas mais complicados, era respeitado, era amado e tratado como um rei. Era assim a vida do pequeno índio, o Tupã.   Certo dia, um problema muito sério aconteceu, homens brancos haviam invadido a aldeia e todos foram pedir socorro ao Tupã. Ele de princípio não soube o que fazer.   - Homens ...


     

    Na tribo sempre era chamado para resolver os problemas mais complicados, era respeitado, era amado e tratado como um rei. Era assim a vida do pequeno índio, o Tupã.
     
    Certo dia, um problema muito sério aconteceu, homens brancos haviam invadido a aldeia e todos foram pedir socorro ao Tupã. Ele de princípio não soube o que fazer.
     
    - Homens brancos na aldeia? O que querem? O que faço? - Pensou.
     
    Pediu para que todos os índios pegassem seus arcos e flechas e ficassem de alerta, pois se precisasse os chamaria.
     
    Tupã foi ao encontro dos homens brancos e perguntou:
     
    - O que procuram em minha tribo?
     
    Os homens ficaram com medo, e quase saíram dali correndo, porém um deles falou:
     
    - Queremos conhecer como é a rotina em uma tribo indígena.
     
    Tupã não gostou do que ouviu e tentou expulsá-los da tribo. Os demais índios olhavam tudo de longe, e a cada minuto crescia ainda mais a admiração deles por Tupã.
     
    - Como ele é corajoso! - Falavam.
     
    Tupã foi abençoando com vários dons e entre eles estava à bondade, ele sentiu pena dos homens brancos, percebeu que no fundo eles eram pessoas boas e permitiu a presença deles durante uma semana da tribo. E esta foi a melhor entre os índios e os brancos, pois eles viveram em paz, respeitando e aprendendo muito uns com os outros.
     
    E é assim que sempre deve ser...

    Autora Minéia Pacheco



    Avatar









    04
    ABR

      Na escola de Júlia, todos seus colegas já estavam animados com a chegada de mais uma Páscoa. Eles falavam a todo o momento:   - Mais uma Páscoa está chegando e já pedi para meus pais comprarem meu ovo da Páscoa, este ano, já falei para eles, quero um maior do que do ano passado. – Falou Junior.   - Também j&aacut ...

     
    Na escola de Júlia, todos seus colegas já estavam animados com a chegada de mais uma Páscoa. Eles falavam a todo o momento:
     
    - Mais uma Páscoa está chegando e já pedi para meus pais comprarem meu ovo da Páscoa, este ano, já falei para eles, quero um maior do que do ano passado. – Falou Junior.
     
    - Também já pedi meu ovo da Páscoa aos meus pais, quero um que venha com um lindo brinquedo. – Falou Joana.
     
    - A Páscoa é a data comemorativa que mais gosto, pois sempre ganho muitos ovos da Páscoa dos meus pais, avós, tios. – Falou Junior.
     
    - Verdade Junior, também gosto muito da Páscoa, pois posso comer muitos ovos de chocolate! – Falou Joana.
     
    - Vocês sabem o que comemoramos realmente na Páscoa? – Perguntou Júlia.
     
    - Não! – Falaram Joana e Júnior.
     
    - Foi o que imaginei. Vocês estão mais interessados nos ovos da Páscoa, do que no verdadeiro sentindo deste dia. A Páscoa significava renascimento...
     
    - Renascimento?! – Falaram os amigos.
     
    - Sim, o renascimento de Jesus Cristo! Ele morreu para nos salvar e ressuscitou no terceiro dia, e a Páscoa é a celebração da sua ressurreição. O que observo ultimamente são meus amigos só interessados em que ovo de chocolate vão ganhar, e não no verdadeiro sentido desta data. Devemos parar e refletir nesta semana sobre o que Jesus passou por nós, sofreu por nós e claro comemorar com muita alegria a sua ressureição no domingo de Páscoa.
     
    - Não sabíamos de tudo isso. – Falou Joana.
     
    - Agora que já sabem o que vocês acham de espalharmos para todos da escola o que realmente significa a Páscoa? Acho que muitas crianças precisam entender o seu real significado, pois a festa da Páscoa, não é a festa do coelhinho e seus ovos de chocolate!
     
    - Concordamos com você, vamos agora mesmo! – Falaram os amigos.
     
    E assim eles foram falar e explicar para cada colega o verdadeiro sentindo da Páscoa.
     
     
    Feliz Páscoa para Você!
     
     
    Autora Minéia Pacheco



    Avatar





    • gostaria muito de poder compartilhar com meus alunos seu texto. Achei bem lúdico. Desde já agradeço.

      RESPOSTA





    • Legal

      RESPOSTA





    • Amei

      RESPOSTA





    • O verdadeiro significado de diversas datas comemorativas passa batido no meio de tantas distrações - presentes, guloseimas, festas.
      É muito legal salientar esse significado em uma história curta para crianças, atingindo o seu objetivo de não só entreter, mas educar.

      Parabéns pelo trabalho.

      Far Kingdoms

      RESPOSTA





    • é sempre bom ter no coraçao o espirito de pascoa,alem de ser uma data doce tam bem é uma data de união entre as familias. (como tu es grandioso senhor)

      RESPOSTA





    • Oi Amei suas histórias também, estava procurando uma forma lúdica e verdadeira de contar a historia da pascoa pra minha pequena de 5 anos e achei as suas muito bacana, quero o ! Verdadeiro sentido da pascoa" e "Julinho, entregador dos ovos de pascoa" pode me passar no e-mail: acosfeitoza@ig.com.br, fico no aguardo urgente tá, beijos e continue com toda essa inspiração, fiquei encantada!!! Fernanda Feitoza

      RESPOSTA





    • Amei suas histórias! Gostaria de poder copiá-las para ler na sala de aula com meus alunos e também transformá-las em teatrinhos. Gosto muito de ler para minha turminha. Eles amam uma história diferente da que eles já conhecem. se possível me envie por email, keo_cerqueira@yahoo.com.br. Serão bem utilizadas.
      Sucesso sempre!
      Quézia Amorim

      RESPOSTA





    • Anônimo,

      Todos os contos publicados neste blog são de minha autoria e para protegê-las e saber por onde andam bloqueei para serem copiadas sem minha autorização. Todos os dias recebo vários e-mails de professores, pais e mães pedindo permissão para imprimi-las e eu as envio por e-mail sem problemas. Essa foi a forma que encontrei para saber por onde eles (os contos) andam.
      Agradeço a visita!
      Att, Minéia Pacheco

      RESPOSTA





    • A histtória é mesmo muito linda, mas achei muito egoista da parte da autora, não poder copiar. Pois poderia servir para uma dramatização em escolas.

      RESPOSTA





    • Bela história, Minéia! Importantíssimo reforçar essa mensagem para as crianças.
      Beijos!

      RESPOSTA





    • OI Minéia voltei para reler essa história repleta de significado. A maioria das crianças está interessada nos ovos e nem tem noção do significado da Páscoa. Aqui eu reforcei bem o significado do renascimento e expliquei o porque do coelho (o animal qe mais reproduz, quemai sgera vida) e ovo (de onde nascem a maioria dos seres, por ser uma célula única que representa as células que os seres são cosntituidos) os símbolos da Páscoa.
      beijos
      Chris
      http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

      RESPOSTA





    • Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      RESPOSTA





    • Oi Minéia,
      Adorei!!!
      Beijos
      Chris
      http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

      RESPOSTA





    • Bom dia, tenha um ótimo final de semana :)

      beijos

      Dri Viaro
      www.driviaro.com.br
      www.ameliasdesalto.com
      www.ateliefesteiro.blogspot.com

      RESPOSTA





    • Obrigada, Minéia, pela linda história

      Feliz Páscoa bem atrasado, mas sempre é tempo de desejar que Jesus ressussite no nosso coração!

      Paz

      Ana

      RESPOSTA





    • Miiii!

      Passando pra deixar um beijooo, curtir esse post cute!


      Bjks!

      RESPOSTA





    • Oi Mi!!

      Que bacana essa historinha!
      Olha, muito bem lembrado falar sobre o verdadeiro sentido da Páscoa porque a maioria das pessoas parece que só pensa em chocolates não é mesmo?

      Luquinhas queria porque queria saber porque sexta feira era feriado, porque é Páscoa e aquela coisa toda! Vou ler sua história pra ele!!

      Saudades de passar por aqui viu?!
      Passei pra desejar boa sorte no sorteio! Obrigada por participar!!!

      Beijocas
      e uma ótima semana para vcs :)

      Ju

      RESPOSTA





    • Oi minha Linda! Tenha uma feliz Páscoa! ;)
      Bjbj
      She

      RESPOSTA





    • Adorei!! Vim desejar uma Feliz Páscoa para vc!! Beijinhos

      RESPOSTA





    • LINDA HISTÓRIA.
      FELIZ PÁSCOA AMIGUINHA!
      JESUS ABENÇOE VOCE.
      ABRAÇOS
      GABRIEL

      RESPOSTA









    19
    ABR

        Acauã, um Valente Indiozinho!   Na aldeia ele era sempre o primeiro a querer participar das caçadas pela floresta, não temia nada e era o orgulho da sua tribo. Gostava de ser índio, gostava de defender seu povo!   Já fazia alguns dias que a tribo indígena estava com muito medo de um feroz leão que cercava a aldeia, ...

     

      Acauã, um Valente Indiozinho!

     

    Na aldeia ele era sempre o primeiro a querer participar das caçadas pela floresta, não temia nada e era o orgulho da sua tribo. Gostava de ser índio, gostava de defender seu povo!

     

    Já fazia alguns dias que a tribo indígena estava com muito medo de um feroz leão que cercava a aldeia, não conseguiam nem dormir com tanto medo de serem atacados pelo leão, as crianças viviam chorando e o povo da tribo já estava até pensando em sair daquele local e procurar outra aldeia para morarem.

     

    Mas Acauã falou:

     

    - Não se preocupem! Vou agora mesmo atrás desse leão, ele não ferirá ninguém, confiem em mim!

     

    E então ele partiu em busca do leão, passou várias noites e vários dias a procura e nada de encontrá-lo, quando já estava desistindo ouviu de longe uns ruídos e foi atrás para saber o que era. Quando chegou mais perto viu o leão deitado no chão e chorando de dor.

     

    - O que ouve com você feroz leão? – Perguntou Acauã.

     

    - Um espinho enorme entrou em minha pata e não consigo mais andar. Será que você poderia me ajudar? Tentei procurar ajuda, mas todos têm muito medo de mim.

     

    - Claro que irei te ajudar, agora irá doer um pouco. Você terá que ser forte, pois irei puxar de uma vez, certo?

     

    - Tudo bem, quero me livrar o quanto antes dessa dor terrível!

     

    Acauã puxou o enorme espinho que estava na pata do leão. Ele deu um forte rugido que foi ouvido até na aldeia. Lá os demais índios ficaram muitos preocupados e se perguntando se Acauã estaria bem.

     

    - Estou livre desse espinho, que bom! Você foi muito valente indiozinho, o que posso fazer para agradecer sua ajuda?

     

    - Gostaria que você conhecesse minha aldeia e se tornasse amigo dos demais índios que vivem por lá.

     

    - Sério?!

     

    - Claro que sim, todos lá têm muito medo de você e quero que eles percam esse medo bobo, pois sei que você não nos faria mal algum.

     

    - Agradeço sua confiança e irei sim!

     

    Quando os demais índios viram de longe Acauã chegando com o enorme leão ficaram apavorados e correndo de um lado para o outro com medo de serem atacados.

     

    - Não tenham medo, ele é nosso amigo e veio em paz! – Falou Acauã. Ele só estava rondando nossa aldeia porque estava precisando de alguém que o ajudasse a tirar um enorme espinho que estava em sua pata. Eu já o ajudei e o trouxe aqui para que vocês perdessem esse medo bobo dele. O leão é nosso amigo!

     

    E o povo da aldeia gritou:

     

    - VIVA ACAUÃ! VIA NOSSO VALENTE INDIOZINHO!

     

    Depois desse dia o leão passou a viver também na aldeia, fez vários amigos e viveram felizes, tudo graças ao valente indiozinho!

     

    MINÉIA PACHECO

    www.mineiapacheco.com.br

     




    Avatar





    • Oi Minéia,linda historinha!!!!
      Que bom que Acauã ajudou o leão e mostrou pros habitantes da aldeia que não precisavam ter medo!!
      Bjs do Neno

      RESPOSTA





    • Que linda homenagem do dia do índio!
      Beijo
      Adri

      RESPOSTA





    • Olá Minéia,
      Adorei sua visita ao meu blog. Só faltou o seu rostinho entre os meus seguidores. Deixa uma fotinho prá mim?
      Sua homenagem ao Dia do Índio é uma excelente mensagem para lembrar-nos de nossos primeiros habitantes deste país.
      Um beijão,
      Maria Paraguassu.

      RESPOSTA





    • Minéia
      Vou sortear um livro em comemoração aos 2 anos do meu blog, como forma de divulgação colocarei 4 livros de blogueiras amigas para o ganhador escolher um, o seu está entre eles, pode ser?


      Bjs
      Mah

      RESPOSTA





    • Minéia que histórinha mais graciosa de amizade e superação. Semana que vem vou trabalhar mais com as crianças o tema dos índios, vou contar sua histórinha com certeza e bolar alguma atividade em cima dela. Depois te conto... Hoje só cantei com eles e brincamos de indiozinhos com cocar... Eu é que agradeço poder levar suas histórias tão lindas e educativas para os meus pequenos. Desejo a você, seu pequeno e família uma Páscoa muito feliz. Celebrem a VIDA sempre! Beijos no coração! Su...

      RESPOSTA





    • Que linda história super importante e por lei trabalhar a cultura indígena na escola, ams hoje foi tão corido que só pude cantar musiquinha. Alice veio pintada , mas nem fiz foto pois já tava borrada eu só volto a noite veja as novidades, bjssssssssss

      RESPOSTA












  • 15
    ABR

    Julinho, o entregador de ovos de Páscoa! Julinho andava muito animado, pois a melhor época do ano para ele estava chegando, a Páscoa! Era o mês do ano em que ele mais trabalhava entregando ovos de Páscoa para todos os coelhinhos da região. Piuíííí.... Quando os coelhinhos ouviam o apito do trem ficavam eufóricas e falavam: - É o Julinho, o entregador de ovos de Páscoa! E corriam para ...

    Julinho, o entregador de ovos de Páscoa!


    Julinho andava muito animado, pois a melhor época do ano para ele estava chegando, a Páscoa! Era o mês do ano em que ele mais trabalhava entregando ovos de Páscoa para todos os coelhinhos da região.


    Piuíííí....


    Quando os coelhinhos ouviam o apito do trem ficavam eufóricas e falavam:


    - É o Julinho, o entregador de ovos de Páscoa!


    E corriam para pegar seus ovos e o Julinho sempre falava:


    - Não se esqueçam de comer seus ovos apenas no domingo de Páscoa, pois se comerem antes não terá graça!


    Lipe, um lindo coelhinho, ao receber o ovo de páscoa e ouvir o pedido de Julinho chegou a sua mãe e perguntou:


    - Mamãe, porque não posso comer meu ovo de Páscoa agora?


    - Comer você pode filho, mas não teria graça!


    - Por quê?


    - O ovo representa nascimento e vida, por isso que na Semana Santa os ovos de Páscoa surgem, pois eles representam o Renascimento e Vida de Jesus Cristo. É por essa razão que temos que comer nossos ovos no domingo, o dia da Ressurreição de Jesus. Não teria graça alguma comermos antes, pois não teria sentido.


    - Ah mamãe, agora entendi! Comer os ovos de chocolate no domingo de Páscoa é uma forma de comemorar a Ressurreição de Jesus Cristo.


    - Isso mesmo filho!


    Piuíííí....


    Passava mais uma vez o Julinho com seu trenzinho entregando mais ovos de Páscoa:


    - Esqueci de deixar o ovo de Páscoa da sua mamãe Lipe. – Falou Julinho.


    - Ah, obrigado!


    - E não esqueça de...


    E Lipe interrompeu:


    - Não me esquecerei de comer o ovo de Páscoa apenas no domingo e comemorar com muita alegria a Ressurreição de Jesus Cristo.


    - Coelhinho esperto você, muito bem!


    Piuíííí......


    Minéia Pacheco



    Avatar





    • Olá Minéia,
      Seu blog é estonteantemente lindo! Que beleza, que mimo. Parabéns pelo lindo espaço. Gostaria que me visitasse em meu cantinho e deixasse um comentário em meu post.
      Obrigada e uma ótima semana para você, querida.
      Beijo afetuoso,
      Maria Paraguassu.

      RESPOSTA





    • OLÁ AMEU SEU CANTINHO!!!

      RESPOSTA





    • Amiga, o Leo está viciado, quer todo dia que eu entre prá lermos estorinhas... muito gostoso teu blog e a forma que vc escreve, ele adora! Assim que as coisas derem uma folgadinha aqui vou querer teu livro, e quero autografado! heheheeh. Beijocas ♥

      RESPOSTA





    • Oi Mineia sou eu , lindinha a historinha peninha que nnão tenho criança p contar.
      Já começou a ler o livro? acredita que ainda não recebemos os nossos? acho que por SP demora mais, kkkk beijinhos

      RESPOSTA





    • Oi Minéia,
      vim ver se tinha historinha nova.

      Ah, cria coragem sim e faz uns bolinhos. Ficam gostosos. Ótimos para o lanche da tarde.
      Amanhã as meninas já querem fazer outa receita. Vamos ver como vai ficar.
      beijos
      Chris
      http://inventandocomamamae.blogspot.com/

      RESPOSTA





    • Minéia que historinha mais linda!
      Aqui os ovinhos de Páscoa só são apreciados no domingo, senão perde o encanto.
      Os meninos contam os dias e valorizam mais.
      Bom domingo.
      Xeros

      RESPOSTA





    • Mineia,que gracinha esse Julinho!Linda e educativa história!Eu adorei!Bjs,

      RESPOSTA





    • Minéia, que delícia te ler!
      Esse é o verdadeiro sentido da Páscoa, e o descrevestes de modo ímpar.
      Ficou lindo.

      Beijos com carinho.

      RESPOSTA





    • Minéia, contei sua histórinha para as crianças ontem, como são bem pequenos ficaram muito interessados em saber se falta muito tempo para a Páscoa chegar, queriam os ovos ontem mesmo!!! rs. Mas foi muito gostoso contar para eles o sentido da Páscoa. Obrigada pelas visitas no meu blog, fico muito feliz. Beijos e um lindo final de semana. Su

      RESPOSTA





    • Oi amiga amei essa historia e tantas outras da sua biblioteca e criatividade.

      RESPOSTA





    • Oi Minéia,
      mais uma história linda que eu vou guardar para contar na Páscoa.
      beijos
      Chris
      http://inventandocomamamae.blogspot.com/

      RESPOSTA





    • http://noticias.bol.uol.com.br/educacao/2011/04/12/fim-iminente-da-obstetricia-da-usp-reabre-discussao-sobre-cesarianas-no-pais.jhtm

      MINÉIA VEJA EU E ALICE AI NO SITE ACIMA E AMANHÃ PASSA NA TV CULTURA O PROGRAMA EDUCAÇÃO FINANCEIRA ESTAREMSO LÁ ÁS 9 30 DA MANHÃ NA CULTURA

      RESPOSTA





    • Lindaaa história.Mais uma que Dudu ouvirá..beijosss e uma FELIZ PASCOA...Giselda

      RESPOSTA





    • Que lindo modo de ensinar o sentido da Páscoa à s crianças.Um amor!Parabéns! beijos,ótimo fds!chica

      RESPOSTA









    13
    ABR

    Um coelhinho solidário! Lá vinha um lindo coelhinho pulando, pulando... - Ei coelhinho! Venha aqui. - Quem me chama? - Sou eu, a lagartinha Lili. - Como você é pequenininha. - Sou mesmo, por isso fui esquecida aqui! - Que pena, foi esquecida por quem? - Por todos da floresta. Você pode me ajudar? - Ajudar como? - Um ...


    Um coelhinho solidário!

     

    Lá vinha um lindo coelhinho pulando, pulando...

     

    - Ei coelhinho! Venha aqui.

     

    - Quem me chama?

     

    - Sou eu, a lagartinha Lili.

     

    - Como você é pequenininha.

     

    - Sou mesmo, por isso fui esquecida aqui!

     

    - Que pena, foi esquecida por quem?

     

    - Por todos da floresta. Você pode me ajudar?

     

    - Ajudar como?

     

    - Uma das minhas perninhas ficou presa nessa folha e não consigo me soltar.

     

    - Tenho que te ajudar logo, pois estou indo a uma linda festa de páscoa, e você sabe que eu, o coelho, sou o convidado mais importante para essa festa.

     

    - Sei sim! Então me solta logo, pois já faz alguns dias que estou presa aqui e não aguento mais!

     

    - Me deixa tentar...

     

    O coelhinho tentou, tentou... mas estava muito difícil, não conseguiu soltar a perninha da lagartinha.

     

    - Acredito que, por ter passado muitos dias presa sua perninha colou de vez!

     

    - Não diga isso! Socorro!!!

     

    - Calma Lili.

     

    - Não posso ter calma, você não tem ideia do que passei todos esses dias presa aqui sem poder sair.

     

    - Deve ter sido muito difícil mesmo, mas agora tenho que ir!

     

    - Como?! Você vai me deixar aqui sozinha?

     

    - Outro bichinho quando passar por aqui te ajudará, é que agora tenho a festa da Páscoa para ir.

     

    - Acho que você esqueceu o que te falei, fui esquecida aqui, ninguém me vê há dias, pois sou muito pequenininha e só você pode me ajudar!

     

    - Desculpa, claro que primeiro vou te ajudar! Seria muita maldade de minha parte deixar de te ajudar para pode ir à festa.

     

    - Obrigada coelhinho!

     

    - Bem, irei puxar mais uma vez! Vou forçar um pouco mais, se doer me fale.

     

    - Tudo bem!

     

    O coelhinho tentou uma, duas, três vezes e nada! Descansou e tentou de novo e de novo, até que...

     

    - Consegui!!! Você está livre Lili!

     

    - Obrigada amigo coelhinho, passamos horas aqui tentando e no final deu certo. Pena que você perdeu a festa.

     

    - Perdi a festa mais ganhei uma nova amiga. Vamos, suba em mim e vamos passear.

     

    A lagartinha Lili subiu no coelhinho e juntos foram andando pela floresta e conversando, até que alguém chama pelo coelhinho:

     

    - Ei coelhinho, onde você estava? Estão todos atrás de você para podermos iniciar a festa! – Era a raposa.

     

    - Estava ajudando minha amiga Lili.

     

    - Venha, a festa vai começar agora com sua chegada.

     

    - Que bom que você não perdeu a festa. – Falou Lili

     

    - Quando fazemos algo de bom ao próximo, algo de bom acontece para nós também! Vamos brincar e dançar muito na festa da Páscoa amiga Lili?

     

    - Vamos sim... Agora estou livre, feliz e com um novo e maravilhoso amigo!

     

    MINÉIA PACHECO

    www.mineiapacheco.com.br

    Nossa missão é transmitir valores através de contos infantis.

     

     




    Avatar





    • Mineia,esse coelhinho é muito fofo e nos ensina uma linda lição de amizade!Sempre encantada com suas histórias!Bjs e boa semana!

      RESPOSTA





    • Essa historinha procuro aplicar em minha vida sempre... quem planta vento colhe tempestade... colhemos o que plantamos!!!
      òtima história... beijos

      RESPOSTA





    • que exemplo lindo de amizade e solidariedade, adorei.Passo isso para as crianças sempre, vou contar sua histórinha para eles amanhã na hora da roda. Depois conto o resultado... Passa lá no meu cantinho, tá cheio de novidades dos "meus" pequenos. Beijos. Su

      RESPOSTA





    • Essa é a grande verdade dessa historinha de amigos: quando fazemos algo de bom para alguém, algo de bom acontece pra nós também...
      Que lindo, Minéia!
      Um beijo!

      RESPOSTA





    • Lindo coelhinho que porta consigo uma bela mensagem de amor e solidariedade que em tempos como os de hoje em que reina o egoísmo e as injustiças passa a segundo plano.

      RESPOSTA





    • Que maravilha de amizade e essa solidariedade deve ser espalhada pelas crianças e entre elas sempree cada vez mais.

      Um ajudando ao outro, poderemos ter um mundo beeeeeeeeeeeeeeem melhor! beijos,chica e adorei,claro!!!

      RESPOSTA





    • Oi MIneia,
      linda essa história de amizade e solidariedade. Bem espírito de Páscoa. Vou guarda para ler para a Sofia no dia da visita do coelhinho.
      beijos
      Chris
      http://inventandocomamamae.blogspot.com/

      RESPOSTA









    06
    ABR

    A salada de frutas! Todos os dias a mãe de Lara insistia para que ela comesse alguma fruta, mas ela sempre recusa, não suportava nem ver! A mãe de Lara ficava muito triste, pois sabia o quanto era importante para sua filha o bom consumo de frutas, mas Lara não comia nenhuma! - Minha filha, experimente essa banana, está tão docinha! - Banana ...

    A salada de frutas!

     

    Todos os dias a mãe de Lara insistia para que ela comesse alguma fruta, mas ela sempre recusa, não suportava nem ver! A mãe de Lara ficava muito triste, pois sabia o quanto era importante para sua filha o bom consumo de frutas, mas Lara não comia nenhuma!

     

    - Minha filha, experimente essa banana, está tão docinha!

     

    - Banana não!

     

    - E essa laranjinha?

     

    - Laranja não!

     

    - E o que você acha desse mamão?

     

    - Mamão não!

     

    - Minha filha, você está em fase de crescimento e tem que comer coisas saudáveis.

     

    Lara tinha apenas três aninhos, mas já era bem decidida e quando falava não, era não mesmo!

     

    A mãe dela não se dava por satisfeita e continuava a oferecer, comia sempre muitas frutas na frente da filha e sempre falava o quanto eram deliciosas. Lara não se importava e continuava firme não comendo frutas.

     

    Conversando com uma vizinha e contando a rejeição da sua filha com as frutas, ela descobriu um novo meio de fazer a Lara gostar de frutas.

     

    - Amiga, aqui em casa Pedrinho só come fruta na salada, ele AMA salada de frutas.

     

    - Sério?! Vou agora mesmo preparar uma saladinha dessas para a Lara.

     

    Entrando em casa a mãe de Lara correu para a cozinha e começou a corta mamão, banana, laranja e abacaxi, colocou mel para adoçar, misturou bem e chamou Lara para experimentar a nova sobremesa da mamãe.

     

      - Vem filha, você vai gostar!

     

    Lara sentou-se à mesa e a sua mãe lhe ofereceu a primeira colher da salada, ela abriu a bocarra, mastigou e engoliu, depois perguntou:

     

    - Sobremesa de quê mamãe?

     

    - É uma saladinha filha, você gostou?

     

    - Hum... Gostei muito, quero mais!

     

    Então a mãe continuou dando até ver o prato totalmente vazio, quando ela terminou a mãe falou:

     

    - Sabe de quê era essa saladinha filha?

     

    - Não mamãe.

     

    - De frutas, mamãe cortou mamão, banana, laranja e abacaxi e misturou tudo com um pouquinho de mel.

     

    - Assim eu gosto de frutas, ficou muito bom e eu quero mais!

     

    A mãe de Lara agora estava feliz e satisfeita, pois tinha conseguido fazer com que sua filha comesse frutas, e não foi só um tipo de fruta, foi uma salada de frutas!

     

    MINÉIA PACHECO

     




    Avatar












  • 30
    JUL

    O desespero das frutas! As frutinhas andavam muito desesperadas a procura de alguma criança que pudessem saboreá-las. Porém estava muito difícil, quase impossível, a maioria das crianças não gostavam de frutas, preferiam lanchar salgadinhos, refrigerantes, iorgutes, entre outras coisas, e com isso as frutinhas ficavam para trás. Elas esta ...


    (Fonte da imagem: Google!)

    O desespero das frutas!

    As frutinhas andavam muito desesperadas a procura de alguma criança que pudessem saboreá-las. Porém estava muito difícil, quase impossível, a maioria das crianças não gostavam de frutas, preferiam lanchar salgadinhos, refrigerantes, iorgutes, entre outras coisas, e com isso as frutinhas ficavam para trás.

    Elas estavam muito tristes por terem sido esquecidas, com um tempo iriam acabar sumindo do mundo e isso não poderia acontecer!

    Realizaram uma reunião, para que cada uma das frutas falasse de sua importância na vida de cada criança:

    Falou a banana:

    - Sou rica em carboidrato, o meu consumo oferece energia de forma rápida ao organismo. Sou rica também em potássio, vitamina A, C, B6 e em fibras.

    Falou o morango:

    - Sou uma fruta que contém uma grande quantidade de vitamina C , que preserva os ossos, dentes, gengivas e vasos sanguineos, aumenta a absorção de ferro, ajuda o sistema imunológico e aumenta a cicatrização.

    Falou a maça:

    - Sou rica em vitaminas A, B1, B2, C, ainda tenho 85% de água, sou excelente para o cérebro e posso contribuir para um sono tranquilo.

    E por fim falou a pêra:

    - Não tenho colesterol, sódio ou gordura saturada, além disso, tenho mais levulose, o mais doce açúcar natural, do que qualquer outra fruta. Possuo uma grande quantidade de nutrientes.

    Ao falarem da grande importância que cada uma tinha, perguntaram-se: - Como a maioria das crianças não gostava de frutas?

    - Somos tão saborosas e ainda por cima muito importantes para a saúde! (falou o Morango)

    E então a banana falou:

    - Sabem Frutinhas, não adianta ficarmos desesperadas, as crianças de hoje são muito inteligentes e sabem o que é melhor para elas, o que temos que fazer é levar essas informações para cada uma delas e fazer com que descubram o nosso real valor, tenho certeza que assim não nos deixarão mais de lado.

    - Como podemos fazer isso? (perguntou a Maçã)

    - Devemos chegar aos livros das escolas, nas televisões, em locais onde as crianças tenham fácil acesso, transmitindo nossa importância na vida delas. E principalmente, tentar chamar a atenção dos pais, pois eles são os principais responsáveis pela boa alimentação dos filhos.

    - Pois é, os pais fazem toda a diferença, se eles oferecerem mais frutas as crianças, comessem mais na frente delas falando da nossa importância, acredito que irão aceitar com mais facilidade, e sendo assim, nosso consumo irá aumentar muito na vida delas. (Falou a Pêra)

    - Então vamos lá frutinhas... O que estamos fazendo ainda paradas? Nosso desespero acabou, a solução foi encontrada e as crianças agora irão perceber o quanto perderam nos trocando por lanches industrializados. (Falou o Morango)

    - Vamos lá, tornar a vida delas bem mais saudável! (Falou a Banana)


    ((Crianças é muito importante termos uma alimentação mais saudável, repleta de frutas, verduras... alimentos naturais!))

    Por Minéia Pacheco!




    Avatar
















    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.