• 07
    SET

      A alimentação nada saudável de Francisco.   Não adiantava sua mãe reclamar!   Não adiantava o pessoal da escola falar!   Nada, absolutamente nada, fazia Francisco deixar de comer besteiras.   No café da manhã, era biscoito recheado e refrigerante.   No Almoço, batatas fritas e bife ...

     

    A alimentação nada saudável de Francisco.

     

    Não adiantava sua mãe reclamar!

     

    Não adiantava o pessoal da escola falar!

     

    Nada, absolutamente nada, fazia Francisco deixar de comer besteiras.

     

    No café da manhã, era biscoito recheado e refrigerante.

     

    No Almoço, batatas fritas e bife frito.

     

    No jantar, macarrão instantâneo e hambúrgueres.

     

    Nada saudável estava presente nas refeições diárias de Francisco.

     

    Sua mãe já tinha feito de tudo, mas não tinha jeito, “era melhor ele comer essas besteiras, do que não comer nada”, ela pensava.

     

    Os lanches na escola eram a mesma negação, salgados, refrigerantes... nada de frutas, nada de sucos naturais. Alguns colegas tentavam falar com ele, tentavam alertar da importância de comer alimentos mais saudáveis, mas Francisco nada queria saber, não queria ouvir e não dava a mínima importância ao que os amigos falavam, que pena!

     

    Francisco chegava em casa muito chateado com os amigos da escola:

     

    - Que chato! Todos os dias meus colegas falam para comer comidas saudáveis, quanta besteira! Temos que comer o que gostamos e essas comidas saudáveis não são nada gostosas... brócolis (eca!), laranja (eca!), abobrinha (eca!)..., não vou comer essas coisas NUNCA!

     

    Francisco estava revoltado falando sozinho no quarto, até que ouviu alguém falar com ele...

     

    - Por acaso você já comeu algum desses alimentos saudáveis Francisco? – Falou um senhor.

     

    - Não comi e nunca comerei! Ops, espera aí... quem está falando comigo?

     

    - Sabe Francisco, existe um país, não muito longe daqui, onde moram todos os alimentos saudáveis. É um país muito alegre e feliz. Eu vim para te levar até lá, você quer ir comigo? – Perguntou o senhor.

     

    - É claro que não vou, nem sei quem você é e nem te conheço!

     

    - Já sabia que você não iria, por isso, chamei alguns alimentos saudáveis aqui, para conversar com você. – Falou o senhor.

     

    - O quê?! Não quero essa gente chata aqui...

     

    Então alguns alimentos saudáveis foram entrando no quarto de Francisco:

     

    - Oi, sou a laranja.

     

    - Oi, sou o brócolis.

     

    - Oi, sou o mamão.

     

    - Oi, sou a abobrinha.

     

    - Saiam todos daqui agora! – Gritou Francisco!

     

    - Calma Francisco, não precisa ficar tão nervoso assim, não queremos te machucar, apenas queríamos que você nos conhecesse. Como você pode ficar espalhando por aí que não gosta de nós sem nunca ter nos experimentado? – Perguntou a laranja.

     

    E sem esperar Francisco falar mais nada, as frutas e legumes começaram a se apresentar:

     

    - Oi Francisco sou a laranja, e sou rica em açúcar e carboidratos. Forneço energia e tenho cerca de 50 calorias por 100 gramas de consumo. Sou conhecida por ser rica em fibras e vitamina C. Além da Vitamina C, contenho Vitamina A, Vitamina B e Vitamina E. E os Minerais, como o FerroZincoPotássioCálcioMagnésio e Manganês. .

     

    - Oi Francisco sou o brócolis, um alimento importantíssimo para a saúde do seu organismo, e essencial para o bem-estar dos ossos e do intestino. Também sou rico em fibras alimentares, potássio, zinco, sódio, ferro e vitaminas A, C, K e do complexo B. 

     

    - Oi Francisco sou o mamão, contenho uma grande quantidade de nutrientes como CálcioFósforoFerroPotássioVitamina CVitamina E.  . Sou uma boa escolha, pois forneço uma grande quantidade de nutrientes com poucas calorias.

     

    - Oi Francisco sou a abobrinha, um alimento de baixo valor calórico. Além disto, sou rica em fonte de vitaminas do complexo B e vitamina APotássiofósforo, cálcio, sódio e magnésio também são encontrados em minha composição.

     

    Depois de ouvi-los falar Francisco esta sério...

     

    - O que houve Francisco? – Perguntou o senhor.

     

    - Estou impressionado!

     

    - Com o quê?

     

    - Com tudo isso que essas pequenas frutas e legumes podem nos oferecer. Isso é verdade?

     

    - Claro que é verdade. Não é a toa que tantas pessoas te pedem para comer coisas saudáveis, pois elas nos fazem muito bem. Está preparado?

     

    - Preparado para o quê?

     

    - Para experimentar cada uma dessas frutas e legumes.

     

    - Você esta de brincadeira comigo né? Claro que não vou comer nada!

     

    - Mas Francisco, vinhemos de tão longe para nos apresentar para você, o país onde vivemos é longe demais daqui.  - Falaram as frutas e legumes.

     

    - É, eu sei... esse senhor aí já me falou isso.

     

    - Então, prove apenas um pedacinho de nós. – Suplicaram.

     

    - Tudo bem, não vou ser tão mal educado assim.

     

    As frutas e legumes ficaram felizes...

     

    - Primeiro me prove, você vai gostar do meu suco. – Falou a laranja.

     

    Francisco provou.

     

    - Agora é minha vez (falou o brócolis), cozinhada no vapor fico uma delícia.

     

    Francisco provou.

     

    - Eu! Eu! Eu! (Falou o mamão). Quando estou bem madurinho, sou docinho e derreto na boca.

     

    Francisco provou.

     

    - E agora sou eu (Falou a abobrinha). Cozida, sou uma delícia!

     

    Francisco provou.

     

    - E então Francisco, o que você achou? – Perguntaram entusiasmados.

     

    - Bem, para ser sincero, até que não são tão ruins assim.

     

    E a alegria entre as frutas e legumes foi contagiante!

     

    - Que bom Francisco, ficamos felizes. Nossa visita a você valeu a pena. Temos certeza que agora você irá mudar sua alimentação, porque tudo o que queremos é o seu bem. – Falou o senhor.

     

    - Mas você ainda não me falou seu nome.

     

    - Bem, chegou a hora de me apresentar, prazer, meu nome é Francisco. Sou você amanhã. Vim aqui com meus amigos, para você mudar sua alimentação hoje, para que amanhã você e eu possamos colher os resultados do quanto é importante uma alimentação saudável hoje.

     

    E assim o Francisco de amanhã foi embora, deixando o Francisco de hoje confuso...

     

    E na hora do almoço, a sua mãe já vinha com o prato pronto, ele ficou olhando o prato e falou:

     

    - Mãe, por favor, acrescente abobrinha, brócolis e outros legumes e vegetais.

     

    A mãe ficou surpresa e muito feliz.

     

    - Ah e para beber quero suco de laranja com mamão. Amanhã poder ser de outro tipo, o importante é que seja natural da fruta.

     

    E pensando alto falou:

     

    - Não posso decepcionar o Francisco de amanhã, ele precisa do melhor do Francisco de hoje.

     

    MINÉIA PACHECO

    www.mineiapacheco.com.br

    Nossa missão é transmitir valores através de contos infantis.

     
     
     

     



    Avatar









    06
    ABR

    A salada de frutas! Todos os dias a mãe de Lara insistia para que ela comesse alguma fruta, mas ela sempre recusa, não suportava nem ver! A mãe de Lara ficava muito triste, pois sabia o quanto era importante para sua filha o bom consumo de frutas, mas Lara não comia nenhuma! - Minha filha, experimente essa banana, está tão docinha! - Banana ...

    A salada de frutas!

     

    Todos os dias a mãe de Lara insistia para que ela comesse alguma fruta, mas ela sempre recusa, não suportava nem ver! A mãe de Lara ficava muito triste, pois sabia o quanto era importante para sua filha o bom consumo de frutas, mas Lara não comia nenhuma!

     

    - Minha filha, experimente essa banana, está tão docinha!

     

    - Banana não!

     

    - E essa laranjinha?

     

    - Laranja não!

     

    - E o que você acha desse mamão?

     

    - Mamão não!

     

    - Minha filha, você está em fase de crescimento e tem que comer coisas saudáveis.

     

    Lara tinha apenas três aninhos, mas já era bem decidida e quando falava não, era não mesmo!

     

    A mãe dela não se dava por satisfeita e continuava a oferecer, comia sempre muitas frutas na frente da filha e sempre falava o quanto eram deliciosas. Lara não se importava e continuava firme não comendo frutas.

     

    Conversando com uma vizinha e contando a rejeição da sua filha com as frutas, ela descobriu um novo meio de fazer a Lara gostar de frutas.

     

    - Amiga, aqui em casa Pedrinho só come fruta na salada, ele AMA salada de frutas.

     

    - Sério?! Vou agora mesmo preparar uma saladinha dessas para a Lara.

     

    Entrando em casa a mãe de Lara correu para a cozinha e começou a corta mamão, banana, laranja e abacaxi, colocou mel para adoçar, misturou bem e chamou Lara para experimentar a nova sobremesa da mamãe.

     

      - Vem filha, você vai gostar!

     

    Lara sentou-se à mesa e a sua mãe lhe ofereceu a primeira colher da salada, ela abriu a bocarra, mastigou e engoliu, depois perguntou:

     

    - Sobremesa de quê mamãe?

     

    - É uma saladinha filha, você gostou?

     

    - Hum... Gostei muito, quero mais!

     

    Então a mãe continuou dando até ver o prato totalmente vazio, quando ela terminou a mãe falou:

     

    - Sabe de quê era essa saladinha filha?

     

    - Não mamãe.

     

    - De frutas, mamãe cortou mamão, banana, laranja e abacaxi e misturou tudo com um pouquinho de mel.

     

    - Assim eu gosto de frutas, ficou muito bom e eu quero mais!

     

    A mãe de Lara agora estava feliz e satisfeita, pois tinha conseguido fazer com que sua filha comesse frutas, e não foi só um tipo de fruta, foi uma salada de frutas!

     

    MINÉIA PACHECO

     




    Avatar









    07
    FEV

    A festa dos vegetais! Os vegetais estavam muito felizes, pois o seu consumo tinha aumentado muito nos últimos tempos, as crianças estavam aceitando comê-los mais na hora do almoço, na hora da janta e isso era motivo de muita alegria e de muita festa, pois as crianças que comiam vegetais eram crianças mais saudáveis. Isso não era form ...

    A festa dos vegetais!

     

    Os vegetais estavam muito felizes, pois o seu consumo tinha aumentado muito nos últimos tempos, as crianças estavam aceitando comê-los mais na hora do almoço, na hora da janta e isso era motivo de muita alegria e de muita festa, pois as crianças que comiam vegetais eram crianças mais saudáveis.

     

    Isso não era formidável?

     

    Então o milho começou a falar:

     

    - Ao comerem-me as crianças ganharão mais sais minerais, proteínas e vitaminas. Sou de fácil digestão e a minha combinação mais saudável é com leite, dando origens a vários pratos como canjica, pamonha, o curau e diferentes tipos de cremes.

     

    A beterraba também quis falar:

     

    - Cruas ou cozidas, nós somos excelentes fontes de ácido fólico, contemos ferro, vitamina C e a riqueza em potássio nos tornam um alimento útil.

     

    E a cenoura também se expressou:

     

    - Sou fonte de vitamina A por excelência, também uma fonte de vitamina E e ácido fólico, bem como de potássio e cálcio. Além disso, o teor da minha fibra é considerável. Sou importante para uma pele saudável, para o crescimento, e outras coisas mais.

     

    - Nossa! Como as crianças são inteligentes! – Falou o milho.

     

    - Porque você acha? – Perguntou a Beterraba.

     

    - Porque nos comendo elas ganharão mais força, mais energia, ficando mais saudáveis e brincando bem mais.

     

    - É verdade (falou a cenoura), as crianças hoje em dia estão bem mais espertas e conscientes do que é melhor para a saúde delas.

     

    - Mas ainda existem muitas crianças que não se alimentam bem. – Falou o milho.

     

    - Realmente, mas isso está mudando, nosso consumo está aumentando e tenho certeza de que logo, logo todas as crianças do mundo só se alimentarão com alimentos saudáveis como nós! – Falou a cenoura.

     

    - É o que todos nós queremos! – Falou a beterraba.

     

    - É o que todos nós sonhamos! – Falou o milho.

     

     

    MINÉIA PACHECO

     




    Avatar





    • Gostamos muito da historia de Marquito aprendo a respeitar vamos encenar na Feira de Literatura. As crianças adoram suas histórias. Parabéns!

      RESPOSTA





    • Me envie seu e-mail para poder encaminhar o conto pedido!

      Agradeço a visita e contato!

      Att. Minéia Pacheco

      RESPOSTA





    • oi mineia parabens pelo conteudo do seu blog, eu sou tutor em uma fundacao de criancas em condicao vulenrabel na colombia, eu ensino portuges para eles, suas historias sao muito boas, queria saber se posso usar as historias.um abrazo manuel.

      RESPOSTA





    • Olá!
      Estava procurando uma história para iniciar o projeto promoção da saúde. Adorei esta historinha. vou propor uma sopa super nutritiva para meus alunos da primeira série. Muito obrigada pela sugestão. A história é fácil de compreender e bem objetiva!Espero que não te importes que eu utilize para meu projeto. Vou colocar a autora e a fonte da pesquisa.

      RESPOSTA





    • oi Minéia hoje foi a primeiro dia que entrei nesse sait e li teu texto fiquei encantada!!! parabéns
      Sou estudante de nutrição e quero saber se posso usar teu texto com as crianças da escola que estou trabalhando, pensei em fazer um teatro,.
      Obrigado
      M.S.R

      RESPOSTA





    • Xiiiii o FB tá fora do ar... :( Puxa... Tento depois! ;) Bjks

      RESPOSTA





    • Sensacional minha querida! Vi o link lá na sua entrevista pra Elaine e vim conferir, amei! Já até divulguei no TT e no Facebook! ;)
      Beijo, beijo!
      She

      RESPOSTA





    • Essa historinha daria um bom teatrinho para escola. Adorei!
      Beijo na alma, Minéia!

      RESPOSTA





    • OiMi!
      Ai q beleza de post.
      Como a Chris, vou imprimir pra Sofia e o Theo.
      Depois te conto os resultados.
      Fofissimos esses vegetais.


      Super beijo
      Mi

      RESPOSTA





    • Poxa fico timida de tanta admiração com o seu trabalho. valeu amiga1

      RESPOSTA





    • Olá Anne! Uma história que encanta e ensina! Beijos

      RESPOSTA





    • Mineia,que fofa essa história dos vegetais!Muito importante motivar as crianças a comer bem desde pequeninas e sua história pode ser excelente ferramenta!Vou partilhar!Bjs,

      RESPOSTA





    • Essa cabe muito bem para um gurizinho que tenho por aqui,rsrs...Linda! BEIJOS,CHICA

      RESPOSTA





    • Tomara que essa historinha faça o meu filho querer comer vegetais porque a coisa está difícil!!!!
      Beijocas
      Adri

      RESPOSTA





    • OI Minéia,
      já imprimi e vou ler amanhã na hora do almoço.
      ótima histótia como sempre.
      Parabéns.
      beijos
      Chris
      http://inventandocomamamae.blogspot.com/

      RESPOSTA












  • 30
    JUL

    O desespero das frutas! As frutinhas andavam muito desesperadas a procura de alguma criança que pudessem saboreá-las. Porém estava muito difícil, quase impossível, a maioria das crianças não gostavam de frutas, preferiam lanchar salgadinhos, refrigerantes, iorgutes, entre outras coisas, e com isso as frutinhas ficavam para trás. Elas estavam muito tristes por terem sido esquecidas, com ...


    (Fonte da imagem: Google!)

    O desespero das frutas!

    As frutinhas andavam muito desesperadas a procura de alguma criança que pudessem saboreá-las. Porém estava muito difícil, quase impossível, a maioria das crianças não gostavam de frutas, preferiam lanchar salgadinhos, refrigerantes, iorgutes, entre outras coisas, e com isso as frutinhas ficavam para trás.

    Elas estavam muito tristes por terem sido esquecidas, com um tempo iriam acabar sumindo do mundo e isso não poderia acontecer!

    Realizaram uma reunião, para que cada uma das frutas falasse de sua importância na vida de cada criança:

    Falou a banana:

    - Sou rica em carboidrato, o meu consumo oferece energia de forma rápida ao organismo. Sou rica também em potássio, vitamina A, C, B6 e em fibras.

    Falou o morango:

    - Sou uma fruta que contém uma grande quantidade de vitamina C , que preserva os ossos, dentes, gengivas e vasos sanguineos, aumenta a absorção de ferro, ajuda o sistema imunológico e aumenta a cicatrização.

    Falou a maça:

    - Sou rica em vitaminas A, B1, B2, C, ainda tenho 85% de água, sou excelente para o cérebro e posso contribuir para um sono tranquilo.

    E por fim falou a pêra:

    - Não tenho colesterol, sódio ou gordura saturada, além disso, tenho mais levulose, o mais doce açúcar natural, do que qualquer outra fruta. Possuo uma grande quantidade de nutrientes.

    Ao falarem da grande importância que cada uma tinha, perguntaram-se: - Como a maioria das crianças não gostava de frutas?

    - Somos tão saborosas e ainda por cima muito importantes para a saúde! (falou o Morango)

    E então a banana falou:

    - Sabem Frutinhas, não adianta ficarmos desesperadas, as crianças de hoje são muito inteligentes e sabem o que é melhor para elas, o que temos que fazer é levar essas informações para cada uma delas e fazer com que descubram o nosso real valor, tenho certeza que assim não nos deixarão mais de lado.

    - Como podemos fazer isso? (perguntou a Maçã)

    - Devemos chegar aos livros das escolas, nas televisões, em locais onde as crianças tenham fácil acesso, transmitindo nossa importância na vida delas. E principalmente, tentar chamar a atenção dos pais, pois eles são os principais responsáveis pela boa alimentação dos filhos.

    - Pois é, os pais fazem toda a diferença, se eles oferecerem mais frutas as crianças, comessem mais na frente delas falando da nossa importância, acredito que irão aceitar com mais facilidade, e sendo assim, nosso consumo irá aumentar muito na vida delas. (Falou a Pêra)

    - Então vamos lá frutinhas... O que estamos fazendo ainda paradas? Nosso desespero acabou, a solução foi encontrada e as crianças agora irão perceber o quanto perderam nos trocando por lanches industrializados. (Falou o Morango)

    - Vamos lá, tornar a vida delas bem mais saudável! (Falou a Banana)


    ((Crianças é muito importante termos uma alimentação mais saudável, repleta de frutas, verduras... alimentos naturais!))

    Por Minéia Pacheco!




    Avatar
















    INSTITUCIONAL

    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.