• 02
    OUT

    CANTA PARA MIM MAMÃE!


    Canta para mim mamãe!

     

    Naquela manhã de maio, Nina acordou um pouco desanimada, não queria sair da cama, queria passar o dia debaixo da coberta. Sua mãe já havia lhe chamado para o desjejum, mas ela não deu importância ao chamado, não estava disposta.

     

    - Nina! Venha logo, você vai se atrasar para a aula e eu para o trabalho. – Falou a mãe.

     

    Mas Nina não tinha forças para falar e da cama não saiu.

     

    Sua mãe já preocupada com o atraso da filha, correu para o quarto dela e estranhou em vê-la ainda deitada na cama.

     

    - Mas filha, o que aconteceu com você hoje que ainda não levantou dessa cama?

     

    - Não sei mamãe, ela respondeu, não estou me sentido bem.

     

    A mãe tocou a testa da filha e se espantou!

     

      - Nossa Nina, você está muito quente! Vou ligar agora mesmo para o seu pediatra e pedir que ele receite algum remédio.

     

                Pouco tempo depois a mamãe chegou com o remédio, deu a Nina e falou:

     

      - Hoje você vai ficar de repouso em casa, vou ter que sair para trabalhar, mas sua avó está vindo ficar com você.

     

      - Tudo bem mamãe. – Nina falou.

     

    O dia passou, à noite, ao chegar em casa, a mamãe correu foi direto ao quarto para ver como Nina estava.

     

      - Ela não melhorou muito. – Falou a avó. Tomou os remédios que o pediatra receitou nos horários certos, porém, a febre não quer cessar.

     

                Nina estava dormindo, a mãe tocou no seu rostinho e sentiu que realmente a febre ainda estava muito alta. Ficou preocupada, e não saiu mais de perto da filha, velando seu soninho e rezando muito para que a febre passasse logo.

     

                Enquanto a mamãe estava ao seu lado, ela abriu os olhinhos e falou:

     

    - Canta para mim mamãe!

     

                Nina amava ouvir a mãe cantar para ela, era sua hora do dia favorita, pois todos os dias no caminho para a escola a mamãe cantava lindas canções e ela se sentia muito feliz.

     

      - Canto sim minha filha.

               

    Então ela começou a cantar belas canções que preenchiam o ambiente de alegria, amor e paz. A vó de Nina, ao ouvir a linda canção que vinha de seu quarto, parou o que estava fazendo e ficou na porta para ouvir e se encantar também.

     

                As canções vinham de forma espontânea e a mamãe cantou por muito tempo, foi lindo.

     

      - Mamãe, todo dia a senhora canta para mim, mas hoje foi surpreendente.

     

    - Nossa filha, pensei que você tivesse adormecido, espera, deixe-me ver se a febre cessou...

     

    - Passou sim mamãe, não sinto meu corpo mais quente como antes.

     

    - Que maravilha, passou mesmo!

     

    - Foram suas canções mamãe, elas me curaram.

     

    - Estou tão feliz em te ver bem minha filha querida.

     

    E as duas deram um enorme abraço.

     

                A vovó de Nina observava tudo da porta, emocionada, ela falou para si mesma: - Oração de mãe para um filho tem poder, e quando a mãe reza cantando, as bênçãos vêm em dobro. Feliz do filho que tem uma mãe que reza e canta por ele e para ele.

     

      - Posso entrar neste abraço? – Perguntou a vovó.

     

      - Claro que sim! – As duas falaram.

     

                E depois de tanto carinho, amor, atenção, oração e canção, a febre de Nina foi embora, para bem longe... e que não volte mais, nunca mais!

     

     

    MINÉIA PACHECO

    www.mineiapacheco.com.br

    Nossa missão é transmitir valores através de contos infantis.

     







    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.