• 16
    FEV

    NÃO QUERO MAIS UM IRMÃOZINHO!


    Fonte da imagem AQUI!
     
    Ana Clara andava triste pelos cantos da casa, desde que seu irmãozinho nasceu sua mamãe só tinha tempo para ele, e ela não estava gostando nada disso.
     
    Sempre que pedia para a mamãe lhe ajudar a comer, a mãe logo falava:
     
     - Tenho que dar a comida ao seu irmão, coma sozinha, pois você já sabe e seu irmão não.
     
    Sempre que pedia para a mamãe ajuda-la a tomar banho, a mãe logo falava:
     
    - Não posso agora, tenho que dar banho no seu irmão.
     
    Sempre que pedia para sua mamãe brincar com ela, a mãe logo falava:
     
    - Não posso, seu irmãozinho tem que dormir.
     
    Ela sempre sonhou em ter um irmãozinho, mas depois que ele nasceu sua vida havia se tornado um pesadelo, e por isso, Ana Clara mudou de comportamento. Não era mais a garotinha doce, delicada e sorridente de antes. Por qualquer coisa chorava, fazia birra e gritava. E diante de seu atual comportamento sua mãe resolveu conversar com ela.
     
    - Filha, o que está havendo com você?
     
    - Não quero mais um irmãozinho!
     
    - Não fale isso filha, você era louquinha para ter um irmãozinho, por que isso agora?
     
    - A senhora só tem tempo para ele agora. E eu? Onde fico nessa história? Ninguém tem tempo para mim.
     
    - Mas filha, seu irmãozinho é um bebezinho, não sabe falar, comer, ir ao banheiro, não sabe fazer nada sozinho e eu tenho que ajuda-lo, assim como ajudei você quando era pequenina também.
     
    - Mas eu também preciso da senhora, dos seus carinhos.
     
    - Sei que ando sem tempo de estar com você filha, mas isso não quer dizer que eu te ame menos, amo os dois igualmente, o problema é que neste momento seu irmãozinho esta precisando mais de mim do que você. Tive uma ideia!
     
    -Qual?
     
    - Você vai me ajudar a cuidar do seu irmãozinho, só assim entenderás tudo que te falo.
     
    E daquele dia em diante Ana Clara também começou a ajudar a mamãe e passou mais tempo com seu irmãozinho. Colocava-o para dormir, dava mamadeira, trocava roupinha... E ela foi descobrindo que cuidar de um bebezinho realmente não era nada fácil e tomava muito tempo.
     
    - Sabe mamãe agora compreendo o quanto é difícil tomar conta de um bebezinho e o quanto ele toma nosso tempo, me desculpe por ter sido tão egoísta e mimada.
     
    - Que bom que você compreendeu filha, mas também quero te pedir desculpas por não ter te dado a atenção que você merece, vou tentar estar mais presente.
     
    - Obrigada mamãe, agora me deixe coloca-lo para dormir. Ele é tão indefeso, é tão pequenino, é tão lindo e nunca mais falarei que não queria um irmãozinho, pois ele foi o melhor presente que a senhora e o papai já me deram.
     
    - Que lindo filha, tenho certeza que quando ele crescer vocês serão grandes amigos.
     
    - Com certeza mamãe. Agora, não conte a ele desse ciúme bobo que tive, certo?
     
    (risos)
     
    - Claro que não, esse será nosso segredinho.
     
    - Obrigada mamãe!
     
    - Te Amo filha!
     

    Autora: Minéia Pacheco

    Avatar











    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.