• 03
    FEV

    AS FÉRIAS DO SAPINHO SAPÉ!




    Sapé era muito trabalhador, onde morava não havia ninguém que trabalhasse mais do que ele, descansava apenas umas duas horas por dia, o restante das horas era apenas de trabalho, muito trabalho.
     
    Seus amigos sapos ficavam impressionados!
     
    - Como consegue trabalhar tanto assim? – Perguntaram.
     
    Até que um belo dia, nenhum sapinho do lago viu Sapé por lá trabalhando.
     
    - Onde ele estaria? – Pensaram.
     
    - Na certa, arranjou mais trabalho em outro lago!
     
    Enquanto os sapinhos pensavam e se perguntavam, - Onde Sapé estava?, ele estava em um lugar muito distante dali contemplando a praia e descansando em uma bela rede, na sombra dos coqueiros.
     
    - Trabalhar é bom demais, mas também é muito bom ter um merecido descanso! – Ele falava.
     
    Entre um banho de mar, uma doce água de coco e grandes cochilos, ele agradecia a Deus por aqueles momentos de descanso, mas agradecia mais ainda pelos dias de trabalho, pois eles eram necessários para valer a pena os dias de descanso.
     
    Os sapinhos do lago já estavam desesperados. Onde o Sapé estaria?
     
    - Na certa ficou doente de tanto trabalhar. – Falaram.
     
    Um mês depois, em uma linda manhã de sol, os sapinhos ao acordarem viram Sapé mais disposto que antes voltando ao trabalho.
     
    - Onde você estava Sapé? Estávamos preocupados com você!
     
    Então ele respondeu:
     
    - Estava de férias, descansando, curtindo os dias de folga que me dei, pois até um sapinho trabalhador como eu deve saber o momento certo de parar, pois todos precisam de descanso.
     
    Então Sapé voltou a sua rotina de antes, com mais coragem e muito mais força, pois quando paramos e descansamos, voltamos mais dispostos para a nossa rotina de trabalho.
     
    Parar e descansar é fundamental!
     
     

    Autora Minéia Pacheco

     







    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.