• 15
    SET

    UMA BRUXINHA DIFERENTE!



     

    A bruxinha Filomena amava brincar, cantar, pular com as crianças, contava sempre belas histórias para elas e juntas viviam incríveis momentos. Vocês devem estar achando que bruxinhas assim não existem, não é? Mas essa existe sim, na floresta encantada, onde todos os seres que vivem por lá carregam no coração um grande amor, um amor imenso pelas crianças. E a bruxinha Filomena foi parar nessa floresta encantada ainda muito pequenininha. Muitos dizem que ela foi deixada lá pelos seus pais, eles queriam algo diferente para a pequena filha, e a deixou na floresta encantada para que ela fosse querida pelas crianças, para que fosse uma bruxinha diferente. E eles conseguiram, Filomena era amada pelas crianças e por todos os moradores da floresta encantada.

    Depois de um dia de muitas brincadeiras, deitadas olhando para o céu, as crianças e a bruxinha Filomena conversavam:

    - Filomena, você não senti saudades dos seus pais? – Perguntou Maria.

    - Todo dia penso neles... E sempre os sinto pertinho de mim, sinto a felicidade deles em me ver feliz aqui com vocês.

    - Por que eles não te visitam? – Perguntou João.

    - Eles me visitam sim... Em meus sonhos!

    - Eles foram muito legais em te deixar aqui nessa floresta, e fazer com que você fosse uma bruxinha tão legal com as crianças. – Falou Maria.

    - Foram sim... Eles quiseram que as crianças percebessem que nem todas as bruxinhas são más!

    - Ah, se todas fossem iguais a você... Seria bom demais! – Falou João.

    - Já escureceu e a lua está linda no céu, por que você não dá uma voltar na sua vassoura mágica nesse lindo céu estrelado? – Perguntou Maria.

    - Seu pedido é uma ordem Maria, fiquem aqui vou fazer algumas piruetas com minha vassoura mágica.

    Deitados no chão ficaram João e Maria esperando ansiosos a bruxinha Filomena chegar ao céu e fazer o que fazia de melhor, voar em sua vassoura mágica e os fazer sonhar com suas lindas piruetas.

    - Ah, como é bom ter uma bruxinha como amiga. – Falou Maria.

    - Como é bom ter uma bruxinha diferente como amiga, não é Maria? – Perguntou João.

    - É sim João, é sim... Olha lá que linda nossa amiga!

    E Filomena ficou no lindo céu estrelado fazendo muitas piruetas e alegrando quem a observava, seus amigos João e Maria e todos que viviam na floresta encantada.

     


    Autora Minéia Pacheco

     






    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.