• 19
    AGO

    O URSINHO COMILÃO!


    O Ursinho Comilão!

     

    Teddy ama maçãs, toda vez que passa por alguma macieira e vê alguma maçã, não pensa duas vezes, logo as tira do pé, uma a uma, deixando a pobre macieira vazia sem nenhuma maçãzinha.

      

    O problema é que ele não pensava nos demais animais da floresta que também precisavam se alimentar!

     

    A reclamação já estava em todos os lugares da floresta, até que alguns animais se reuniram para tentar encontrar alguma solução para o problema:

     

    - Dona Coruja, precisamos fazer alguma coisa, o ursinho Teddy é muito comilão e egoísta, come todas as maçãs das macieiras e não pensa nos outros animais que também precisam se alimentar! – Falou a Raposa.

     

    - Eu já tinha percebido isso há algum tempo, amiga raposa, e já sei o que vamos fazer para que o ursinho Teddy aprenda a lição. – Falou a Coruja.

     

    - O que faremos Dona Coruja? Os animais já não aguentam mais de tanta fome!

     

    - Iremos acordar amanhã bem cedo, antes do ursinho Teddy, e colher todas as maçãs das macieiras que ele ainda não colheu, não iremos deixar nenhuma.

     

    E assim foi feito, no outro dia, logo cedo, a Coruja e a Raposa correram e conseguiram pegar as maçãs de algumas macieiras que Teddy ainda não havia pego. Quando chegaram, compartilharam as maçãs com os demais animais da floresta, e enfim, a fome de todos havia sido saciada.

     

    Quando Teddy acordou e foi procurar maçãs não encontrou nenhuma, andou, andou e não encontrou nenhuma maçã nas macieiras. Já estava desesperado:

     

    - E agora o que irei comer, onde foram parar minhas maçãs? – Ele falou.

     

    - Olá ursinho! Vi logo cedo a Coruja e a Raposa pegando todas as maçãs das macieiras. – Falou um passarinho que por ali voava.

     

    - Vou lá agora mesmo falar com elas! – Falou Teddy.

     

    Chegando lá:

     

    - Dona Coruja e dona Raposa, onde vocês colocaram minhas maçãs?

     

    - Suas maçãs?! – Perguntou a Coruja.

     

    - Sim, minhas maçãs!

     

    - As maçãs são de todos os moradores da floresta e não apenas suas! – Falou a Raposa.

     

    - Teddy, você agiu muito errado sendo guloso e não pensando nos outros animais, pegava todas as maçãs e não deixava nada para ninguém. Devemos pensar no próximo também, e não só em nós mesmos. – Falou a Coruja.

     

    - Agora entendo o quanto fui egoísta.

     

    - O que não queres para ti não faça aos demais! – Falou a Raposa.

     

    - É, eu sei... Por isso quero pedir a todos vocês minhas sinceras desculpas e dizer que nunca mais farei isso com vocês.

     

    - Aceitamos suas desculpas, Teddy. Só não temos mais maçãs para te oferecer, pois já foram distribuídas com todos os animais! – Falou a Coruja.

     

    - Tudo bem, conseguirei suportar a fome, quem mandou eu ser tão guloso, não é mesmo?

     

    O tempo passou, as macieiras voltaram a dar lindos e deliciosos frutos! E dessa vez, todos os animais, juntos, igualmente, puderam saborear as lindas maçãs daquelas árvores. É assim que devemos viver... Compartilhando sempre!

     

    MINÉIA PACHECO

    www.mineiapacheco.com.br

    Nossa missão é transmitir valores através de contos infantis.

     







    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.