• 19
    ABR

    ACAUÃ, UM VALENTE INDIOZINHO!


     

      Acauã, um Valente Indiozinho!

     

    Na aldeia ele era sempre o primeiro a querer participar das caçadas pela floresta, não temia nada e era o orgulho da sua tribo. Gostava de ser índio, gostava de defender seu povo!

     

    Já fazia alguns dias que a tribo indígena estava com muito medo de um feroz leão que cercava a aldeia, não conseguiam nem dormir com tanto medo de serem atacados pelo leão, as crianças viviam chorando e o povo da tribo já estava até pensando em sair daquele local e procurar outra aldeia para morarem.

     

    Mas Acauã falou:

     

    - Não se preocupem! Vou agora mesmo atrás desse leão, ele não ferirá ninguém, confiem em mim!

     

    E então ele partiu em busca do leão, passou várias noites e vários dias a procura e nada de encontrá-lo, quando já estava desistindo ouviu de longe uns ruídos e foi atrás para saber o que era. Quando chegou mais perto viu o leão deitado no chão e chorando de dor.

     

    - O que ouve com você feroz leão? – Perguntou Acauã.

     

    - Um espinho enorme entrou em minha pata e não consigo mais andar. Será que você poderia me ajudar? Tentei procurar ajuda, mas todos têm muito medo de mim.

     

    - Claro que irei te ajudar, agora irá doer um pouco. Você terá que ser forte, pois irei puxar de uma vez, certo?

     

    - Tudo bem, quero me livrar o quanto antes dessa dor terrível!

     

    Acauã puxou o enorme espinho que estava na pata do leão. Ele deu um forte rugido que foi ouvido até na aldeia. Lá os demais índios ficaram muitos preocupados e se perguntando se Acauã estaria bem.

     

    - Estou livre desse espinho, que bom! Você foi muito valente indiozinho, o que posso fazer para agradecer sua ajuda?

     

    - Gostaria que você conhecesse minha aldeia e se tornasse amigo dos demais índios que vivem por lá.

     

    - Sério?!

     

    - Claro que sim, todos lá têm muito medo de você e quero que eles percam esse medo bobo, pois sei que você não nos faria mal algum.

     

    - Agradeço sua confiança e irei sim!

     

    Quando os demais índios viram de longe Acauã chegando com o enorme leão ficaram apavorados e correndo de um lado para o outro com medo de serem atacados.

     

    - Não tenham medo, ele é nosso amigo e veio em paz! – Falou Acauã. Ele só estava rondando nossa aldeia porque estava precisando de alguém que o ajudasse a tirar um enorme espinho que estava em sua pata. Eu já o ajudei e o trouxe aqui para que vocês perdessem esse medo bobo dele. O leão é nosso amigo!

     

    E o povo da aldeia gritou:

     

    - VIVA ACAUÃ! VIA NOSSO VALENTE INDIOZINHO!

     

    Depois desse dia o leão passou a viver também na aldeia, fez vários amigos e viveram felizes, tudo graças ao valente indiozinho!

     

    MINÉIA PACHECO

    www.mineiapacheco.com.br

     







    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.